5 de abril de 2013

cravos de abril



Noutro dia, ao chegar em casa, deparei-me com um cravo vermelho dentro da minha caixinha de correio. Não havia nenhuma carta. Ao subir as escadas e chegar ao pé da minha porta, encontrei outro cravo vermelho. Achei curioso. Que seja a primavera a dizer-me que Abril será novamente um mês de revoluções.



Enviar um comentário